(11) 9 5955-5050 - whastapp falecom@kangensaude.com.br
Dieta alcalina – Quais os benefícios

Dieta alcalina – Quais os benefícios

Hoje em dia as pessoas estão cada vez mais buscando dietas e exercícios tanto para emagrecer como para ter uma vida mais saudável.
Nesse cenário é comum encontrarmos diversos tipos de dietas, entre elas, uma que vem ganhando destaque entre muitas pessoas que procuram uma vida mais saudável é a Dieta Alcalina.
Você já ouviu falar nesse tipo de dieta? Neste artigo vamos esclarecer algumas dúvidas sobre essa dieta.

O que é dieta alcalina

Vamos começar esclarecendo o que é dieta alcalina.
A base da dieta alcalina é substituir alimentos que formam ácidos no organismo por alimentos alcalinos. Para sabermos se um alimento é ácido ou alcalino precisamos entender um pouquinho a escala do PH.
A tabela de ph vai de 0 a 14 sendo de 0 a 6 substâncias ácidas, 7 substâncias neutras e acima de 7 substâncias alcalinas.
Outro ponto importante é entender que tudo o que é ácido tem efeito corrosivo e oxida o organismo e o que é alcalino protege nosso organismo das ações prejudiciais dos ácidos.
Portanto, uma dieta alcalina ajuda nosso organismo a se manter mais saudável, visto que muitas doenças só proliferam em ambientes ácidos.
Entendendo isso, vamos passar para o cardápio da dieta alcalina.

Conheça alguns alimentos ácidos e outros alcalinos

Uma dieta alcalina tem que conter pelo menos 60% dos alimentos alcalinos e 40% ou menos de alimentos ácidos.

Alimentos alcalinos:

Frutas em geral, inclusive frutas ácidas como limão, laranja e abacaxi, legumes e verduras, oleaginosas como amêndoas, castanhas, nozes, pistache, proteínas como milhete, tofu, proteína do soro do leite, vinagre de maçã, melaço, alimentos fermentados, kéfir e kombuch.
Temperos: canela, curry, gengibre, ervas em geral, chili, sal marinho integral, mostarda.
Bebidas: água alcalina e ionizada Kangen, chás de ervas, água com limão, chá verde.

Alimentos ácidos:

Carne vermelha e suína , alguns peixes (mais azuis do que brancos), mariscos, ovos, queijos (quanto mais fortes mais ácidos), gordura animal, algumas gorduras vegetais (óleos refinados, gorduras trans), cereais (inteiros e refinados), alimentos à base de cereais (massas, pão, biscoitos, pastéis), grão de bico, soja, feijão preto, lentilha, açúcar branco, doces, refrigerantes, café, chá, cacau e vinho.

Alimentos ácidos devem ser evitados ou consumidos com moderação, colocando sempre alimentos alcalinos juntamente com alimentos acidificantes em uma mesma refeição para equilibrar os efeitos ácidos/alcalinos..

Benefícios da Dieta alcalina

Dieta alcalina

Nosso organismo funciona bem quando o Ph do nosso sangue está ligeiramente alcalino em torno de 7,35, quando nosso corpo fica mais ácido, devido a nossa má alimentação e estilo de vida, nós ficamos doentes, pois como já dito, alguns microorganismos que nos causam doenças não vivem em ambiente alcalino, apenas em ambientes mais ácidos.
Quando ingerimos um alimento, nosso organismo transforma esse elemento em energia, porém como essa ação envolve uma reação química, 

embora ela seja lenta e equilibrada, surgem resíduos conhecidos como lixo metabólico que permanecem no nosso corpo.
Esses resíduos podem ser alcalinos ou ácidos dependendo do alimento que foi consumido.
Se esses resíduos forem alcalinos, ele torna nosso sangue mais alcalino, por outro lado os resíduos de alimentos ácidos, são por sua vez mais ácidos deixando o sangue ácido e mais suscetível a doenças.
Por tanto a dieta alcalina, mantém nosso corpo mais alcalino e consequentemente mais saudável
Outro fator que ajuda muito na dieta alcalina, é ingerirmos a quantidade necessária de água alcalina e ionizada Kangen, pois ela neutraliza os ácidos, é mais hidratante, ajuda a eliminar radicais livres, além disso é rica em minerais, e livre de chumbo , flúor cloro e outros contaminantes que vem na água da nossa torneira e infelizmente nem todo tipo de filtragem consegue eliminar por completo esse contaminantes que fazem tanto mal a nossa saúde.
Portanto, a dieta alcalina se baseia em equilibrar alimentos ácidos e alcalinos, e ingerir uma água alcalina e ionizada de qualidade.
Para saber mais entre em contato conosco teremos prazer em ajuda-lo ou se preferir entre em nosso site

Vantagem do jejum intermitente

Vantagem do jejum intermitente

Já ouviu falar em jejum intermitente? Esse tipo de jejum vem se tornando cada vez mais famoso após algumas celebridades, personalidades e médicos adotá-lo.
O jejum intermitente favorece a desintoxicação do organismo, ajuda a aumentar a imunidade e melhora a disposição e agilidade mental.
Mas afinal, o que é o Jejum intermitente? Vamos esclarecer tudo nesse artigo.

O que é Jejum intermitente.

O Jejum intermitente é um tipo de dieta que consiste em não comer alimentos sólidos entre 16 e 36 horas seguidas, algumas vezes por semana, de forma programada, voltando à alimentação habitual de preferência saudável, baseada em alimentos com baixo teor de açúcar, gorduras e que sejam de fácil digestão como: cogumelos, batata doce, abobrinha, quinoa, peito de frango, brócolis, espinafre dentre outros.
Para conseguir os benefícios é necessário ficar de 14 a 16 horas (para iniciantes), somente ingerindo líquidos como água, café e chá sem açúcar.
Seu corpo vai fazer uma renovação celular, a partir de cerca de quatro horas em jejum seu corpo vai precisar de energia e vai começar a gastar as células que não estão muito legais para usar como fonte de energia.
Vale lembrar que para fazer esse jejum é necessário estar saudável e procurar orientação médica.
Esse Jejum não é tão novo quanto parece, ao contrário o Jejum intermitente se trata de uma prática milenar.
Por exemplo, se voltar um pouco à história da humanidade, o homem primitivo (nossos ancestrais), não tinha acesso tão fácil à comida como temos hoje.
Para nós basta apenas abrir a geladeira, ir ao supermercado ou até pedir comida pelo telefone.
Para o homem primitivo que precisa caçar para se alimentar, era bem mais difícil que tivessem todas as refeições que temos hoje. Então eles praticavam esse tipo de jejum, mesmo que de forma compulsória.
Hoje a prática de Jejum intermitente, visa melhorar a saúde física e mental. Embora ele não seja emagrecedor, ele potencializa o efeito de emagrecimento se após o jejum a pessoa procurar consumir apenas alimentos saudáveis e praticar atividades físicas.

Dicas para fazer Jejum intermitente

Dicas jejum intermitente

A dica número um sem dúvidas é sempre consultar seu médico para saber como anda sua saúde. Outra coisa importante, grávidas, lactantes, pessoas com peso muito baixo e pressão muito baixa não são aconselhados a fazer esse Jejum.
Durante o Jejum é ideal iniciá-lo a noite a partir das 18 horas.
Para iniciantes, é bom começar apenas com 12 horas, durante o período do Jejum se precisar você pode tomar líquidos, sem açúcar.

Um ponto bem importante para ter resultados, é o pós jejum, quando você quebrar o jejum é imprescindível que a dieta seja sem açúcares, gorduras e de fácil digestão.
A quantidade também não é muito grande, não adianta jejuar e depois sair comendo tudo que vê para compensar.
Um ponto muito importante para o jejum intermitente dar certo é a programação, antes de começar a jejuar, já deixe programado o que vai comer antes e depois do jejum.
Para aqueles que querem emagrecer, é interessante associar ao jejum uma dieta low carb, que consiste em diminuir os carboidratos industrializados, como farinhas refinadas entre outros.

Por que tomar bastante água durante o jejum?

A água no jejum intermitente é fundamental para eliminar essas toxinas e para manter a hidratação corporal.
Se não for feita a ingestão de água de forma constante, a questão pode se agravar para uma desidratação, portanto é ideal tomar bastante água.
Mas não pode ser qualquer água, tem que ser uma água que ajuda o organismo a fazer a limpeza e hidratação de forma correta.
A água alcalina e ionizada produzida pelas máquinas Kangen, são hidratantes, antioxidantes e auxiliam seu corpo a eliminar toxinas e radicais livres, por isso são as mais indicadas para acompanhar seu Jejum intermitente.
Já conhece a água Kangen? Entre em contato conosco e surpreenda-se!

Corinne Allen – Água e saúde mental.

Corinne Allen – Água e saúde mental.

Quando se pensa na relação que existe entre a saúde mental e uma boa alimentação, já logo vem em nossa mente nomes como Dra Corinne Allen, fundadora e diretora do “Centro de integração do cérebro e desenvolvimento da vida”, que defende o fato de que com estímulo, boa alimentação e através da energia, podemos ter evolução em quadros de várias doenças.
Como já vimos no artigo “Saúde mental – como seus hábitos podem afetá-la”, ter uma mente saudável é muito mais do que a ausência de doenças mentais. A saúde mental é um estado em que a pessoa consegue equilibrar as emoções e sensações sem se prejudicar.
Primeiro vamos conhecer um pouco mais sobre Dra Corinne Allen.

Quem é Corinne Allen

Dra. Corinne Allen é uma autora Internacional, professora, pesquisadora, praticante da nutrição em saúde natural e neuroeducadora há mais de 30 anos.
Ela é reconhecida por sua abordagem natural à prática de saúde. Também é fundadora e diretora do “Centro de integração do cérebro e desenvolvimento da vida”, onde desenvolveu um programa cerebral, que facilita a conexão de vias neurológicas para as células cerebrais que foram feridas, danificadas e perdidas.
Vejamos o que ela diz sobre a relação que a água alcalina e ionizada por eletrólise juntamente com uma boa alimentação e exercícios podem fazer por seus pacientes.

Qual a relação entre a água e saúde mental?

magnésio

Em uma de suas afirmações Dra Corinne Allen diz que “A inflamação resultante pode proporcionar disfunções na capacidade do nosso organismo de desintoxicar as substâncias nocivas.
Nos pacientes autistas, por exemplo, onde a inflamação do cérebro é alta, as toxinas podem inundar o cérebro de radicais livres que são nocivos a nossa saúde mental.”

No centro de tratamento intensivo criado para ajudar pessoas com lesões cerebrais, ela ajuda as famílias e os doentes fazendo vários tipos de tratamento, entre eles Cromoterapia, trampolim e vários outros métodos de estímulo. Também faz para os pacientes, uma dieta livre de glúten e laticínios, para ajudar o cérebro, visto que principalmente o trigo tem muito mercúrio e seus fungicidas, e o mercúrio é muito prejudicial ao nosso cérebro. Sendo assim uma dieta livre de glúten, açucares e laticínio ajudam a desintoxicar o cérebro.
Outra parte do tratamento é oferecer para os pacientes água alcalina e ionizada. Segundo Dra Corinne Allen, isso é uma parte fundamental, porque nosso cérebro é composto por cerca de 80% de água, sem ela (água) o cérebro perde parte das suas funções.
A água também precisa ser microcluster ou hexagonal, pois ela consegue hidratar melhor e ajuda a dar mais energia, colaborando assim com a reconexão dos circuitos cerebrais. Quando o cérebro está bem hidratado ele consegue ter um desempenho melhor, além disso a água alcalina e ionizada aumenta o oxigênio, aumentando assim a energia celular.
Para fazer o tratamento no centro de terapias, a Dra. Corinne Allen explica que o paciente precisa de muita energia, pois são cerca de seis horas por sessão, fazendo diversos estímulos, como saltos em trampolim, ginásticas entre outros. Ainda eles fazem uma desintoxicação alimentar, para ajudar a eliminar do organismo, metais pesados, radicais livres, e outras formas químicas que acabamos sendo intoxicados sem nos dar conta.
A água alcalina ainda ajuda o estômago a digerir os alimentos e manda os nutrientes para as células de maneira muito mais rápida que a água comum ou até mesmo água mineral engarrafada.
Outro fator importante é que a água alcalina e ionizada, ajuda na oxigenação cerebral e nós sabemos o quanto isso é importante para diminuir as lesões cerebrais Pois a falta de oxigênio faz com tenhamos perdas celulares o que prejudica nossa saúde e com o cérebro não é diferente.
Os pacientes recebem também suplementos para o cérebro, e a água alcalina e ionizada faz com que esses suplementos fiquem disponíveis para entrarem nas células de maneira mais fácil e rápida de absorver, assim eles fazem corretamente seu papel.
Então fica claro que a água alcalina e ionizada tem um papel fundamental para as células e para o desenvolvimento cerebral. Ela ainda ajuda a desintoxicar e melhorar nosso intestino, como vimos no artigo do Dr. Hiromi Shinya o intestino é nosso segundo cérebro.
A água ainda tem o importante papel de limpar nosso organismo e ajudar na condutibilidade, ou seja, auxilia os músculos a executarem as ações enviadas pelo cérebro.
Dra Corinne Allen, alega que a água que ela usa em seu instituto em Ohio (EUA), é água Kangen, produzida pelos ionizadores da tecnologia Enagic.
A Enagic é uma empresa 100% japonesa que trouxe recentemente para o Brasil seus poderosos ionizadores de água. Agora você também pode ter em sua casa essa água que consegue hidratar e ajuda a eliminar os radicais livres do nosso corpo.
Quer saber mais sobre a água usada pela Dra Corinne Allen em seu instituto?
Entre em contato conosco e agende uma demonstração gratuita, você vai se surpreender!

Água hidrogenada – Benefício na gravidez

Água hidrogenada – Benefício na gravidez

A água hidrogenada tem sido considerada “a melhor água do mundo”, o elixir da vida e virou tendência no exterior com a promessa de ajudar no emagrecimento e melhorar a saúde e na gestação. E você, já conhece água hidrogenada?

O que é água hidrogenada?

Como o próprio nome já diz, ela é uma água que contém hidrogênio ativo molecular (H2) em sua composição, sendo considerado um dos mais potentes antioxidantes para o corpo humano.
Mas o que torna essa água tão especial?
A água hidrogenada, é uma água formada por duas moléculas de hidrogênio, esse elemento é muito pequeno e é o mais simples, leve e menor elemento, formando apenas por um próton e um elétron. Portanto tem facilidade de penetrar nas nossas células e atravessar barreiras no nosso corpo que poucos componentes conseguem, assim terá rápida absorção, em apenas 30 segundos consegue chegar no sangue e posteriormente cérebro, células e órgãos.
O hidrogênio é um dos elementos mais importantes para as células, visto que as mitocôndrias (motor das nossas células) precisam dele para produzir o ATP que é a principal fonte de energia para a maioria das funções celulares. Quando
envelhecemos, a produção de ATP diminui.
O Hidrogênio molecular entra nas mitocôndrias e melhora
a produção de ATP melhorando assim rendimento físico e o metabolismo.
O hidrogênio ainda, é uma molécula extremamente antioxidante, tornando a água hidrogenada mais eficaz do que qualquer outro antioxidante reduzindo o estresse oxidativo que prejudica muito nosso organismo.
Quando consumimos a quantidade correta de água hidrogenada, conseguimos melhorar diversos aspectos de nossa saúde e reduzir os efeitos do envelhecimento e visto que o avanço da idade retarda a produção de antioxidantes naturais no organismo, o consumo da água hidrogenada se faz cada vez mais necessário.
Agora que sabemos o que é água hidrogenada, vamos conhecer um pouco mais sobre os benefícios dessa água?

Quais os benefícios da água Hidrogenada?

Entre os muitos benefícios já citados, a água Kangen hidrogenada é rica em minerais (pois além de hidrogenada ela é ionizada) que são extremamente necessários para o funcionamento adequado do nosso organismo ajudando em processos como: digestão e absorção.
Além disso ela também elimina impurezas do nosso corpo, preserva o sistema nervoso central, combate a hiperacidez e equilibra os minerais alcalinos. Ela também tem muitos benefícios durante a gestação, vamos ver quais são?

Benefícios da Água hidrogenada na Gestação

Acidez estomacal - gastrite

A gestação é o período em que precisamos intensificar os cuidados com nosso corpo, pois estamos gerando uma outra vida, a qual depende totalmente de nós e de nossos hábitos. Além disso, existem algumas mudanças delicadas no corpo da futura mamãe. Ter uma boa hidratação é necessário, pois além das vitaminas e minerais que mãe passa para o bebê, tem a formação do líquido amniótico, por isso é indicado que a mulher tome de 2 a 3 litros de água alcalina, ionizada e hidrogenada para suprir o seu corpo e o que o bebê precisa principalmente nas primeiras semanas de gestação. Também é necessário que a futura mamãe mantenha uma dieta equilibrada, um estilo de vida saudável e sempre ter acompanhamento médico. Pensando nisso, o ideal é conseguir ter esse tipo de água em casa.

Como fazer água hidrogenada em casa?

Pensando em facilitar sua vida, a Enagic que uma empresa 100 por cento japonesa, trouxe para o Brasil seus maravilhosos ionizadores de água Kangen, que nos permitem ter essa água em casa.
Os ionizadores Kangen transformam a água da sua torneira em 7 tipos diferentes de água, entre elas a água Kangen, que passar pela poderosa câmara de eletrólise dos ionizadores kangen, se torna alcalina com PH 8.5 a 9.5, ionizada, hidrogenada, antioxidante, hexagonal o que a torna uma água completamente saudável, leve e hidratante.
Saiba mais sobre essas super máquinas ionizadores de água acessando nosso site.
Mude sua água, melhore sua saúde, transforme sua vida!

Benefícios da Suplementação de magnésio

Benefícios da Suplementação de magnésio

O magnésio é tão importante para nosso organismo que segundo Dr. Arnoldo Veloso (mais conhecido como Dr. Magnésio pois é especialista em magnésio), existem mais 300 funções do magnésio em nosso organismo, essas funções são documentadas cientificamente. Segundo ele, a vida não seria possível sem o magnésio, pois ele está presente em todas as partes do nosso corpo, e regula muitas funções do nosso organismo. Visto que solo brasileiro é pobre desse mineral, a suplementação de magnésio é muito necessaria para nossa saúde.
Mas afinal, o que é o magnésio?

O que é magnésio

Magnésio é um mineral que faz parte do grupo de macromineral, essencial para a saúde humana e para a vida no planeta pois está presente também na clorofila, o que auxilia no processo de fotossíntese.
No organismo, as funções vão desde regular a função nervosa, aliviar dores musculares, prevenir a osteoporose, diminuir a azia até controlar os níveis de açúcar no sangue entre outros.
Existem vários tipos de magnésio, os mais comuns são: o cloreto de magnésio é o mais comum e mais barato, não é o mais apropriado por conter cloro na sua formação, magnésio quelato ou glicina, é mais absorvido pelo corpo do que o cloreto de magnésio e ambos ajudam no funcionamento do intestino, magnésio dimalato que age na mitocôndria,  libera energia e não da diarréia pois não acelera muito o funcionamento do intestino.
O magnésio treonato é o que cruza a barreira do sistema nervoso central, ele é mais usado para o cérebro, para memória, concentração, magnésio taurato é  ideal para quem faz atividade física.
O ideal é de 300 a 500 mg por dia. A água deveria ser onde mais existe magnésio, mas poucas águas tem a quantidade necessária de magnésio. A água deve ser livre de flúor e conter pelo menos 20 gramas de magnésio no mínimo.
No Brasil o solo é muito pobre em magnésio visto que para ter um solo e água ricos em magnésio, o mesmo precisa ser vulcânico. O Japão por exemplo tem muito magnésio por ter solo vulcânico (90 por cento vulcânico).

 

Benefícios da suplementação de magnésio.

Visto que o magnésio é quem cuida por dizer assim de todos os outros minerais, ele é extremamente necessário para a saúde que participa de 300 reações enzimáticas no nosso organismo. No Brasil nossa alimentação e água é pobre de magnésio por não ser vulcânico e por não existir reposição correta de magnésio na lavoura.
E quando passa por processo de refinamento ele perde a pouca quantidade de magnésio que tem.
Grandes problemas de saúde causados por deficiência de magnésio são: Problemas agravados de gastrite, artrose, osteoporose. (Mesmo com a reposição de cálcio, sem o magnésio ele não faz o seu papel correto e pode causar outros problemas).
Problemas de insônia (magnésio estimula melatonina), sintomas pré menstruais, dores musculares, hipertensão arterial sistêmica (o magnésio estimula o ácido nítrico, que dá valor dilatação ajudando a prevenir a hipertensão e abaixar a pressão de pessoas já hipertensas.
Segundo o Dr. Fernando Lemos do Planeta intestino, a relação entre cálcio e magnésio é que o cálcio tem função ação de coagulação de fechar vãos, e o magnésio tem ação anticoagulante, ele deixa o sangue mais fluido. Portanto se o cálcio está muito acima da quantidade de magnésio você tem entupimento de veias cerebrais resultando no AVC isquêmico, pode ter infarto agudo do miocárdio por entupimento de veias coronárias, trombose venosa profunda, insuficiência cardíaca.
A falta de magnésio piora diabete tipo 2 visto que magnésio entra e célula para diminuir a resistência à insulina), ansiedade, sintomas depressivos.
Ao fazer uma suplementação de magnésio, eles podem ser associados, para isso é ideal procurar ajuda médica para usar a quantidade de cada um necessário.
Observação, se você tem problema renal é ideal consultar seu médico para fazer reposição de magnésio.
Portanto vemos que a suplementação de magnésio é extremamente necessária e fazer essa suplementação através de meios naturais como água e alimento ricos em magnésio é o mais aconselhável. Pensando nisso a Enagic trouxe para o Brasil seu ionizador de água leveluk K8 que produz além de suas 7 águas, uma água magnesiana, ou rica em magnésio. Vamos ver o que esse ionizador faz.

Suplementação de magnésio através da água

magnésio

A melhor e mais natural forma de fazer a suplementação de magnésio é através de água e alimentação. Mas levando em conta que nosso barsileiro é pobre em magnésio e o governo não exige que o solo seja enriquecido com magnésio como ocorre em outros países, fica difícil suplementar o corpo com a quantidade adequada de magnésio diária.
Para nos ajudar a ter uma vida mais saudável, a máquina Leveluk k8 produz uma água magnesiana.

Para essa suplementação a máquina usa cloreto de magnésio. Mas algo curioso que acontece com cloreto de magnésio no ionizador K8, é que quando quando o cloreto de magnésio para pela poderosa placa de eletrólise, ele é separado e o magnésio permanece na água e o cloreto (que são partículas de cloro), é eliminado deixando a água mais saudável do que se tomarmos o cloreto de magnésio em cápsulas por exemplo.
Além disso, a água Kangen é muito mais hidratante, antioxidante, condutiva, ionizada que outra água, por tanto com a adição do magnésio ela se torna ainda mais saudável e necessária.
Gostaria de conhecer mais sobre os benefícios dessa super água?
Entre em contato conosco e agende uma apresentação gratuita.
Mude sua água, mude sua saúde, mude sua vida!

Metais pesados – Como afetam nosso corpo

Metais pesados – Como afetam nosso corpo

Alguns metais pesados, são considerados um veneno silencioso para nosso corpo, uma vez que não provocam sintomas de intoxicação na primeira vez que entram em contato com o organismo. Eles vão se acumulando com o tempo em nossas células provocando problemas como alterações renais, cerebrais e até podem aumentar os riscos de câncer.
Mas afinal, o que são metais pesados? Vamos esclarecer.

O que são metais pesados?

Metais pesados são elementos químicos que têm como principal característica a bioacumulação. O adjetivo “pesado” é literal visto que esse tipo de material é mais denso ou seja, seus átomos ficam mais próximos uns dos outros. Para se ter uma ideia, 1 cm cúbico de magnésio (considerado leve) pesa cerca de 1,7 gramas, já 1 cm cúbico de qualquer metal pesado tem cerca de pelo menos 6 gramas.
Mas porque eles são perigosos para nós?
Quando entram em contato com o organismo esses metais pesados acabam atraindo para si as proteínas e enzimas que são essenciais para nosso organismo.
Também segundo o químico Jorge Masini, da USP, eles se ligam a paredes celulares dificultando o transporte de nutrientes prejudicando assim nossa saúde.
Mesmo assim, nosso organismo tem necessidade de pequenas quantidades de alguns desses metais, como o cobre por exemplo, que nos ajuda a absorver a vitamina C. Mas mesmo os elementos essenciais para nós, em grande quantidade podem nos intoxicar.
Muitos desses elementos nocivos infelizmente são usados nos insumos utilizados na indústria alimentícia e construção civil.
Para nos prevenir, precisamos saber primeiro como ocorre a contaminação ou onde estão esses metais pesados nocivos a nossa saúde.
Vamos ver quais as principais formas de contaminação.

Formas de contaminação por metais pesados.

METAIS PESADOS 3

Na maioria das vezes, a contaminação se dá pela inalação ou ingestão de pequenas quantidades desses elementos no nosso dia a dia. Muitas vezes eles aparecem onde menos imaginamos, por exemplo:

Alumínio está presente na água tratada, em latinhas, panelas, cosméticos e desodorantes.
Arsênico, na água contaminada e em esmaltes, tintas, tecidos, couro, inseticidas, medicamentos e peixes, arroz e frango.

Cádmio, no cigarro, produtos alimentares, baterias e pilhas recarregáveis.
Níquel, no óleo de cozinha, bijuterias e baterias de carros.
Mercúrio, obturações escuras e nos peixes, principalmente nos de maior porte como o atum.
Chumbo, na água principalmente da torneira, em tintas, produtos para madeira, inseticidas, gasolina, produtos de beleza, etc.
Sabendo disso, precisamos tomar alguns cuidados no nosso dia a dia para evitar as intoxicações por esses materiais e ter muito cuidado como esses elementos são descartados na natureza, pois podemos ser intoxicados tanto direta como indiretamente.

Quais as consequências para o nosso corpo?

Os metais pesados têm efeitos acumulativos no organismo e ficam por gerações.
As manifestações crônicas podem se manifestar de diversas formas.
As principais são:
Doenças neurológicas e aparecimento como Parkinson, Alzheimer e autismo, aumento de doenças alérgicas como rinite e bronquite, perda cognitiva, alteração de humor e cansaço.
Disfunções nas funções reprodutoras, pulmonares, renais, hepáticas, gastrointestinais, e elevação de risco de doenças cardiovasculares, AVC e câncer.
Mas como podemos evitar essa intoxicação por metais pesados? Veja algumas formas de se prevenir.

Como evitar intoxicação por metais pesados.

A melhor maneira de diminuir os riscos de intoxicação é evitarmos os contatos com metais pesados através de bons hábitos e escolhas.
Por exemplo: dar preferência a alimentos orgânicos e variados, levar um estilo de vida mais saudável, trocar panelas de alumínio por inox, cerâmica ou vidro, evitar fumar, não usar recipientes cerâmicos pintados com tinta a chumbo, não consumir alimentos acondicionados em latas de alumínio, trocar os cremes dentais e pomadas em tubo por metais por tubos plásticos.
Na alimentação precisamos higienizar corretamente os alimentos a fim de eliminar bactérias e retirar excessos de agrotóxicos visto que esses (por falta de fiscalização adequada), contêm metais pesados em excesso.
Para isso lembre-se sempre de colocar todas as frutas, verduras, legumes e tubérculos de molho da água super alcalina (11.5) do seu ionizador Kangen.
Lave as carnes brancas como peixe e frango com a água super ácida Kangen (2.5).
Outro item que precisamos dar muita atenção é quanto à nossa água.
Ela precisa ser corretamente filtrada, para que os metais pesados sejam eliminados evitando a contaminação do nosso corpo.
A água Kangen, feita por meio de eletrólise nos ionizadores da Enagic, além de ser livre de metais pesados, ela é antioxidante, hidratante, alcalina, ionizada e rica em hidrogênio ativo, por tanto ela tem rápida absorção no organismo e ainda tem o Selo WQA® , de ouro pela associação de qualidade da água  garantindo assim a retirada de metais pesados e Chumbo.
Quer conhecer a água Kangen? Agende uma demonstração gratuita.

Assim como vimos que os metais pesados são acumulativos no organismo e com o tempo podem trazer sérios riscos a nossa saúde.
A melhor forma de evitar intoxicações é manter um estilo de vida saudável, higienizar bem os alimentos, tomar água de qualidade, fazer escolhas conscientes e tomar cuidado como descartamos lixos e metais pesados na natureza.

botao whatsapp